Início > Biografias > Leonhard Euler

Leonhard Euler

Leonhard Euler nasceu em 15 de Abril de 1707 em Basileia, Suíça, e faleceu em 18 de Setembro de 1783 em São Petersburgo.

Seu pai, Paul Euler, estudou Teologia na Universidade de Basileia onde aprendeu Matemática com Jean Bernoulli (1667-1748). Tornou-se ministro religioso e casou-se com Margaret Brucker, filha de um outro homem de igreja.

Desde pequeno, foi ganhando gosto pela Matemática. As aulas que seu pai lhe dava terão tido uma influência decisiva no seu fascínio pela disciplina. Quando chegou a altura de ir para a escola, foi enviado para a Basileia, para casa da avó materna. Na escola, pouco aprendeu de Matemática. Porém, o gosto que tinha ganho pela disciplina levou-o a estudar sozinho diversos livros de Matemática e a ter lições às escondidas.

Paul Euler, que ambicionava para o filho uma carreira de teólogo, colocou o jovem Leonard na Universidade de Basileia para aí seguir estudos de Teologia. Leonard entrou para a universidade em 1720, com 14 anos, para, primeiro, ter uma instrução geral e só mais tarde obter estudos mais avançados.

Na altura do ingresso na universidade, Euler realizou, por sua iniciativa, um exame pelo qual Jean Bernoulli descobriu o seu potencial para a Matemática. Como o próprio Euler escreveu:

“…cedo descobri uma oportunidade de ser apresentado a um famoso professor Jean Bernoulli … Na verdade ele estava muito ocupado e então recusou dar-me lições privadas; mas deu-me conselhos muito importantes para eu começar a ler e a estudar livros mais difíceis de Matemática; e se me deparasse com algum obstáculo ou dificuldade, tinha permissão para o visitar todas as tardes de domingo que ele, gentilmente, explicar-me-ía tudo aquilo que eu não consegui-se entender.”

Em 1766 descobriu que, devido a cataratas, estava a perder a visão do olho esquerdo. Pensando no futuro, tentou preparar-se para a cegueira treinando escrever com giz numa lousa ou ditando para algum dos seus filhos.

Em 1771, perdeu todos os seus bens, à excepção dos manuscritos de Matemática, num incêndio na sua casa. No mesmo ano é operados às cataratas, o que lhe restitui a visão durante um breve período de tempo. Mas, ao que parece, Euler não terá tomado os devidos cuidados médicos tendo ficado completamente cego.

De forma impressionante, continuou com os seus projetos científicos e quase metade do seu trabalho foi concluído após a cegueira. Para tal, além da sua fabulosa memória, contou com a ajuda de várias pessoas. Entre elas encontravam-se Johann Albrecht Euler, seu filho, que seguindo os seus passos foi nomeado, em 1766, para o departamento de Física da Academia de S. Petersburgo, Christoph Euler, também seu filho, que seguiu carreira militar e, dois colegas da Academia, A.J.Lexell (1740-1784) e o jovem matemático N. Fuss (1755-1826), marido da sua neta.

A sua capacidade para o cálculo mental era tão grande que conseguia fazer, de cabeça, cálculos que outros matemáticos tinham dificuldades de fazer no papel. Conta-se que quando dois dos seus alunos calculavam a soma de uma série até ao décimo sétimo termo, Euler detectou um erro no décimo quinto termo e calculou, mentalmente, o resultado certo.

Assim, a sua cegueira não foi problema para as suas pesquisas e publicações que continuaram até 1783, quando, aos 76 anos faleceu subitamente enquanto tomava chá com um dos seus netos.

Yushkevich (1906-1993) descreve o dia da sua morte:

“No dia 18 de Setembro de 1783 Euler passa a primeira metade do dia como de costume. Dá uma lição de Matemática a um dos seus filhos, faz alguns cálculos com giz em dois quadros sobre o movimento de balões; depois discute com Lexell e Fuss a descoberta recente do planeta Urano. Perto das cinco horas da tarde ele sofre uma hemorragia cerebral e murmura somente “Estou a morrer” antes de perder a consciência. Morre por volta das onze horas da noite.”

Curiosidades
1. Por ter sido um dos melhores e mais produtivos matemáticos de sempre, foi representado na sexta série das nota do banco Suíço e em numerosos selos da Suíça, Alemanha e da Rússia.
2. O asteroide 2002 – foi chamado Euler em sua honra.
3. E também comemorado pela Igreja Luterana no dia 24 de Maio, no Calendário dos Santos.
4. Euler foi também uma das inspirações na criação do jogo Sudoku. Um puzzle inspirado (provavelmente) no quadrado latino, invenção do século XVIII de Euler.
5. Laplace, quando ministrava aulas, dizia a seus alunos: “Leiam, leiam Euler, ele é o nosso mestre em tudo”.

Fontes:

Biografia

200.17.141.35/ladmello/evolução dos conceitos da fisica/Euler.pdf

 

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Morfismo

Matemática Sem Dúvidas

What's new

Updates on my research and expository papers, discussion of open problems, and other maths-related topics. By Terence Tao

Mathemathika!

Matemática completa

Problemas e Teoremas

Problemas, exercícios, teoria e teoremas de várias áreas, na maioria Cálculo. Américo Tavares, eng. reformado